Foto: Reprodução/Twitter

Uma das maiores vozes do pop, Tina Turner morreu nesta quarta-feira (24), aos 83 anos. A morte da cantora foi confirmada por seu agente.“Tina Turner, a ‘Rainha do Rock’n Roll’, morreu pacificamente hoje, aos 83 anos, após uma longa doença em sua casa em Kusnacht, perto de Zurique, na Suíça. Com ela, o mundo perde uma lenda da música e um exemplo”, diz o comunicado.


Nascida em 26 de novembro de 1939, em Nutbush, Tennessee (EUA), Anna Mae Bullock

Tina Turner nasceu Anna Mae Bullock em 26 de novembro de 1939, em Nutbush, Tennessee, EUA. Ela ficou famosa no final dos anos 60 como vocalista da banda Ike & Tina Turner Revue, mas depois ela se tornou um sucesso mundial como artista solo.

O porta-voz de Tina Turner informou que haverá uma cerimônia fúnebre privada com a presença de amigos próximos e familiares. “Por favor, respeite a privacidade de sua família neste momento difícil”, diz o comunicado.

Tina se tornou uma estrela aos 20 e poucos anos, ao lado do primeiro marido, o músico Ike Turner. Fugiu de uma rotina de abusos e violência doméstica aos 30, retomou a carreira aos 40, fez turnês aos 60 e, agora, descansa enquanto a peça “Tina: The Tina Turner Musical” roda o mundo apresentando sua história.

A cantora nunca se declarou feminista (“me identifico apenas com a minha vida”), mas sua trajetória é constantemente lembrada pelas mulheres como uma vida a ser celebrada. Pela música, pela superação.

Em 2021, a cantora entrou para o quadro das lendas consagradas e homenageadas no famoso Rock & Roll Of Fame.

O Globo