Vídeo: g1


Foto: Paulo Cardoso/SVM
Foto: Fabiane de Paula/SVM

O avião cargueiro Airbus Beluga ST, conhecido como avião “baleia”, chegou em Fortaleza em seu primeiro pouso na América Latina. A aeronave pousou por volta das 15h25 deste domingo (24), no Aeroporto de Fortaleza.

Um grande número de curiosos compareceu a uma área de observação próxima ao terminal de cargas do aeroporto para testemunhar a chegada da aeronave. No momento, uma escada utilizada para facilitar a visão de algumas pessoas despedaçou-se, mas não houve feridos.

O avião é conhecido pelo seu formato exótico, que se assemelha a uma baleia beluga, também conhecida por baleia-branca.

Visto de perto

A passagem inédita da aeronave despertou o interesse de várias pessoas que compareceram a uma área próximo à pista de carga do aeroporto.

Um deles foi o motorista Carlos Cesar quase perdeu o horário da chegada do airbus. Ele chegou ao local apenas 15 antes do pouso avião e disse que é um admirador desse tipo de aeronave. “O Beluga é um avião muito show, para quem conhece a história dele é sensacional. Um acontecimento desse aqui é imperdível. Eu sempre venho quando chegam aviões assim mais especiais”, disse.

Foto: Fabiane de Paula/SVM
Já o professor aposentado Nelson Paiva fez questão de trazer a filha para acompanhar a chegada do avião beluga e não escondeu a felicidade.

“É um momento especial. Um avião raro desse pousando aqui no Ceará dificilmente a gente vê. Por isso temos que prestigiar”, comentou.


A equipe de pilotagem da aeronave foi recebida pelos funcionários do Aeroporto de Fortaleza logo que desceram do avião. Eles posaram para uma fotografia com a bandeira do Brasil.

Foto: Fabiane de Paula/SVM

Detalhes da aeronave

Conforme o site da Airbus, a aeronave tem 56,16 metros de comprimento, com 17,25 m de altura e 44,84 m de abertura de asa. A aeronave tem carga útil máxima de 40 toneladas, com alcance máximo 1.650 quilômetros (km), a depender da quantidade de combustível e da carga.

A empresa indicou que a aeronave está disponível para companhias de frete como um meio para transporte de cargas de maiores dimensões, tendo um dos bagageiros de maior volume entre aviões civis ou militares atualmente.
g1