Foto: Pixabay/Reprodução/Twitter/kanak_news

Uma idosa de 68 anos foi morta por um elefante na Índia num caso que ganhou repercussão internacional depois que o animal voltou à aldeia onde ela vivia e atacou seu corpo durante o funeral, derrubando-o e fazendo seus amigos e familiares fugirem para um local seguro. Segundo o portal Times of India, a casa de Maya Murmu foi destruída no episódio, quando uma manada de elefantes entrou no vilarejo e derrubou outros três imóveis.

Imagens divulgadas pelo jornal mostram os danos a uma das residências no vilarejo.

Foto: Twitter @TOIBhubaneswar

Relatos indicam que a morte de Maya ocorreu enquanto ela coletava água na vila de Raipai, no distrito de Mayurbhanj, no estado indiano de Odisha, e se deparou com uma manada em sua direção. Embora tenha tentado fugir, um dos elefantes conseguiu chegar até ela e a pisoteou. Maya foi socorrida a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Seus parentes levaram o corpo de volta para casa a fim de prepará-lo para o funeral que ocorreria de noite naquele mesmo dia. Durante a cerimônia, o grupo foi surpreendido pela invasão dos elefantes. As pessoas correram para se manterem seguras, deixando o corpo de Maya para trás, que acabou sendo jogado pelos ares por um dos elefantes. Não houve mais ninguém ferido. Depois que os animais saíram do vilarejo, a família da idosa conseguiu finalmente concluir a cerimônia.

— Ficamos aterrorizados depois de testemunhar a manada de elefantes na quinta-feira à noite. Nunca tivemos um bando de elefantes tão feroz antes — disse um morador ao Times of India.


De acordo com a imprensa local, o elefante que atacou Maya teria saído do Santuário de Vida Selvagem Dalma, a cerca de 160 quilômetros de Odisha.

O Globo