Decisão ainda precisa passar pelo crivo das executivas nacionais dos três partidos, mas já indica que o ex-governador João Doria foi rifado.Os presidentes do PSDB, do MDB e do Cidadania decidiram nesta quarta-feira (18) indicar a senadora Simone Tebet (MDB-MS) como candidata única da terceira via à Presidência. A decisão ainda precisa passar pelo crivo das executivas nacionais dos três partidos, que devem se reunir na próxima terça-feira (24), mas já indica que o ex-governador João Doria, pré-candidato do PSDB, foi rifado.

Pesquisas feitas pelos partidos indicaram que a rejeição a Doria é muito alta e que Simone teria maior potencial de crescimento. Doria teve o nome aprovado em prévias do PSDB, em novembro do ano passado, mas, desde então, enfrenta resistências.

— Até terça-feira que vem (24) fica pública uma posição apresentada aos três partidos. Vamos aguardar para ver se os três partidos confirmam essa posição — disse o presidente do PSDB, Bruno Araújo, ao sair da reunião. — A partir daí, inicia-se um processo entre os dois candidatos postos no qual poderemos passar para a fase seguinte de começar a construir de forma sólida essa aliança, construindo aspectos regionais e demandas que possam fortalecer essa candidatura presidencial.

Em conversas reservadas, o presidente do PSDB já disse que a candidatura de Doria é inviável eleitoralmente e que sua rejeição atrapalha a tentativa de reeleição do governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB). A cúpula das três siglas vai trabalhar para que Tebet seja a candidata do grupo. Procurado, Doria não havia se manifestado até a publicação deste texto.

— Temos consenso entre nós. Vamos ter que colocar para o partido para poder dizer esse candidato que vocês chamam de terceira via — declarou o presidente do Cidadania, Roberto Freire.

LEIA MATÉRIA COMPLETA AQUI

Fonte: Lauriberto PompeuEstadão Conteúdo/Gaúcha ZH
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado/Divulgação