Em pelo menos uma das conversas que teve com senadores na semana passada, Alexandre de Moraes disse que a culpa pelo agravamento da crise entre Executivo e Supremo foi da fala de Luís Roberto Barroso sobre a ameaça dos militares ao processo eleitoral (“As Forças Armadas estão sendo orientadas a atacar e a desacreditar o processo eleitoral”). Ao menos é o que afirmou a coluna de Lauro Jardim, no O Globo.

Esse fato já demonstra um conflito interno até mesmo entre os membros da Suprema Corte. Moraes deve se eximir dos problemas causados com os atritos com o presidente Bolsonaro.

Via: Robson Pires