O martírio dos professores em Campo Grande-RN continua, os mesmos estiveram reunidos com a atual secretária de educação municipal a "professora" Luiza Vieira na última terça-feira. E a sinalização de que o prefeito Municipal não irá pagar o piso segue cada vez mais concreta.

Inclusive, segundo boatos de pessoas de dentro da administração e próximas ao gestor, ele já declarou internamente que sua palavra final já havia sido dada, e que ele não iria voltar a atrás.




Enquanto em outras cidades vizinhas os prefeitos vão cumprir o que foi estabelecido no decreto do presidente Jair Bolsonaro que é de 33,24%, ou pelo menos dar um reajuste digno; pelos lados de Campo Grande-RN Bibi de Nenca achou por bem pagar apenas 10,16%, e ainda se valeu de uma nota onde justificou um saldo negativo da secretaria de educação como impecílio para não pagar os professores da rede municipal, todavia se nós debruçarmos sobre os números como é possível um gasto tão exagerado num período onde as escolas estavam fechadas? e o mesmo não teve despesas com transporte escolar e merenda por exemplo?



Com a iminência de uma parada por parte dos docentes, e a enxurrada de críticas que o prefeito vem recebendo, o mesmo ainda divulgou em suas redes oficiais uma arte em que provavelmente ironiza a cobrança do corpo de ensino que está engajado nessa luta. Para alguns não é surpresa essa atitude, afinal quando o mesmo foi prefeito, esse já tentou barrar o plano de cargos e carreiras do magistério.




Os professores estão marcando também para essa quinta-feira uma manifestação em frente a prefeitura, vamos continuar acompanhando de perto as reivindicações dos mesmos, afinal eles não estão requerendo nada demais, só o que é garantido a eles por lei.





Focoelho