Foto: Isac Nóbrega

O governo de Jair Bolsonaro (PL) anuncia nesta quinta-feira (16.mar.2022) um pacote de medidas sociais para injetar até R$ 165 bilhões na economia neste ano de eleições. Existe a possibilidade de liberar crédito consignado para beneficiários de programas sociais como o Auxílio Brasil.

São 4 itens a serem anunciados hoje:

microcrédito digital;
saque do FGTS;
ampliação do crédito consignado;
antecipação do 13º do INSS.

O programa, chamado de Renda e Oportunidade, é capitaneado pelo Ministério do Trabalho e Previdência, de Onyx Lorenzoni. Segundo o Ministério, o objetivo é “aumentar o poder de compra dos brasileiros, especialmente entre os de menor renda”.

Para implantar o pacote social, o presidente Jair Bolsonaro assinará 3 MPs (medidas provisórias) e um decreto. O decreto antecipa o 13º salário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e as MPs tratam dos outros programas.

13º DO INSS Só a antecipação do 13º salário dos aposentados e pensionistas do INSS deve injetar R$ 56 bilhões na economia brasileira nos próximos meses. Os pagamentos devem ser realizados em abril (1ª parcela) e maio (2ª parcela).

SAQUE DO FGTS Além disso, o governo espera liberar até R$ 30 bilhões do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Para isso, permitirá que os trabalhadores façam saques de até R$ 1.000 das contas do FGTS. Os saques começarão em maio, conforme a data de aniversário.

CONSIGNADO E MICROCRÉDITO O restante dos recursos devem ser liberados por meio de crédito, com foco nas pessoas de baixa renda. Esta parte do pacote, contudo, ainda passa por ajustes finais.


Poder360