Foto: Márcia Foletto / Infoglobo

O pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, disse nesta quarta-feira, 30, que “o Brasil não precisa de mito, nem de salvador da pátria”. Foi uma referência aos adversários Jair Bolsonaro (PL) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo ele, o povo precisa dominar a política, para que “não seja um jogo de ódios e paixões, explorando suas angústias e suas esperanças despolitizadas”.

Ciro também acusou o presidente Bolsonaro de preparar a “morte final” da Petrobras, com sua privatização. “A política que é boa é aquela em que o povo incorpora as ideias e obriga todos os políticos a aplicar as ideias corretas ao longo de todo o tempo”, afirmou o pedetista no seminário “Petrobras não é problema, Petrobras é a solução”, realizado na sede do partido no Rio.

Estadão