Foto: Reprodução

Saiu dos bastidores e se tornou pública a disputa interna entre integrantes do Governo pela vaga de vice na chapa de reeleição de Fátima Bezerra, depois que o MDB de Walter Alves passou a dar sinais de ter saído do páreo.Com a fragilização da imagem de quem é dado como certo, nesse momento, para continuar vice, o atual, Antenor Roberto, por conta da má condução no processo de greve da Polícia Civil, o secretário de Desenvolvimento Econômico do RN, Jaime Calado, enxergou o momento perfeito para se lançar publicamente na disputa pela indicação.

E em entrevistas recentes à imprensa, o ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante confirmou conversas no sentido de oferecer o próprio nome para disputar a eleição como candidato a vice-governador, afirmando que, assim, os partidos aliados PROS, PSB e PV se sentiriam “contemplados” pela governadora.

Jaime foi mais além. Em uma de suas declarações, à Jovem Pan Natal, aproveitou para lançar uma chapa completa para Fátima, com ele sendo o seu vice e o deputado federal Rafael Motta, presidente estadual do PSB, disputando o Senado.

Calado defende que tem os votos no 4º maior colégio eleitoral do Estado, em São Gonçalo. Além disso, é casado com a senadora e aliada de primeira hora do governo Zenaide Maia. Rafael Motta, por sua vez, já declarou, com exclusividade, ao Blog Daniela Freire, que poderia ser candidato a senador na chapa de Fátima Bezerra.

Antenor, por sua vez, confirmou que quer “manter o espaço” na chapa majoritária. Em entrevista ao programa Balbúrdia, no YouTube da agência Saiba Mais, nesta segunda-feira, ele afirmou: “O que recebemos das lideranças do PT é sempre no sentido de defender a permanência do nosso nome. A gente espera a confirmação de uma chapa nos moldes da passada”.

Resumindo: Enquanto a oposição sequer conseguiu anunciar quem será o candidato a governador do grupo, no território governista o pessoal já disputa a vice na chapa de reeleição de Fátima Bezerra.

Por Daniela Freire/Novo Notícias