Foto: Reprodução/Youtube/SBT

O SBT rejeitou uma nova tentativa de conciliação com Rachel Sheherazade no processo milionário que a jornalista move contra a emissora. Em audiência realizada neste mês, a emissora de Silvio Santos manteve a postura de encontros anteriores.

O Entretê teve acesso a ata da audiência realizada na 3ª Vara do Trabalho de Osasco, em São Paulo, no dia 08 de novembro. Estiveram presentes no encontro, Shererazade acompanhada por seu advogado, uma representante do SBT com seus respectivos advogados, além de testemunhas.

Pela parte da jornalista, testemunhou Hermano Henning. O veterano é ex-contratado do canal de Silvio Santos, também entrou na Justiça contra a emissora e recentemente venceu o processo.

SBT recusa acordo

Na nova audiência entre as partes, o SBT mais uma vez rejeitou uma conciliação. “Propostas de acordo: Proposta da reclamada: não há. Conciliação rejeitada“, diz o documento.

“As partes declaram que não pretendem a produção de outras provas em audiência, requerendo o encerramento da instrução processual com a designação de data de julgamento”, diz o juiz Ronaldo Luís de Oliveira na ata da audiência.


“Rejeitada nova tentativa de conciliação. As partes poderão apresentar razões finais escritas no prazo comum de 10 dias”, avisou o magistrado em outro trecho.

Sem um acordo na Justiça, o julgamento do processo milionário de Sheherazade contra o SBT tem data para acontecer, já no início do próximo ano. “Designa-se audiência de julgamento para o dia 21 de janeiro de 2022, às17h25min”, determinou o juiz.

Rachel Sheherazade pede indenização milionária

Sheherazade foi demitida da rede de Silvio Santos no ano passado, quando não teve seu contrato renovado. Depois de ser dispensada, ela moveu um processo contra a emissora em março. A ação corre na Justiça de Osasco, em São Paulo, e ela pede uma indenização de R$ 20 milhões.

No processo milionário, a ex-âncora do SBT Brasil alegou que nunca recebeu nenhum direito trabalhista. Entre eles, 13º salário, férias e FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Ela também cobrou reajustes salariais por não ser contratada CLT, além de multa.

Além disso, na ação judicial Rachel Sheherazade ainda acusou Silvio Santos de assédio moral e humilhação. Um episódio citado para fazer a acusação contra o dono do SBT é o ocorrido durante a participação da jornalista no Troféu Imprensa de 2017. Ela disse ter sido humilhada pelo patrão em rede nacional durante o programa.

spinoff.com.br