Foto: Instagram/Reprodução

Uma semana depois da morte de Marília Mendonça, a mãe da Rainha da Sofrência, Ruth Dias, fez, na última quinta-feira, um desabafo durante um culto que sintetiza a lacuna deixada pela cantora. Na homenagem organizada pela família, na Igreja Assembleia de Deus de Campo Campinas, em Goiânia, Ruth deixou clara a extensão da sua dor.

“Todo mundo conhece e sabe da alegria dela. Tanto que, lá em casa, ficou uma tristeza, porque ela alegrava a casa. Ela falava alto, ela ria alto, tudo dela era muito intenso”, disse.

Na mesma celebração, a dupla Maiara e Maraísa — parceiras de Marília no projeto “Patroas” — subiu ao púlpito para homenagear a amiga com uma música religiosa. Durante a canção, Maiara se emocionou.

“Obrigada, Deus, por nos permitir honrar a nossa amiga. E vamos honrar até o fim”, reagiu, entre lágrimas.

Ruth também agradeceu o apoio que tem recebido de amigos, parentes e fãs. Ainda agradeceu pela companhia da filha ao longo de 26 anos.

“Quero agradecer e louvar a Deus pelos 26 anos que Deus a deixou comigo. Pelo legado que ela deixou aqui. Boa filha, boa mãe”, homenageou.

Além de amigos e parentes, participaram do culto o ex-namorado Murilo Huff, Maiara, Maraisa e a dupla Henrique e Juliano.

No mesmo dia, uma missa de sétimo dia foi realizada em homenagem ao produtor Henrique Bonfim, que tinha 32 anos — outra das cinco vítimas fatais do acidente com o bimotor, numa região próxima a Caratinga (MG). A celebração foi feita na mesma igreja em que, há seis anos, houve a homenagem a Cristiano Araújo, que morreu em um acidente de carro, em Goiás.

Henrique foi sepultado em Salvador, mas amigos pediram que uma missa fosse realizada em Goiânia, onde ele morou por mais de 10 anos. Durante o culto religioso, a banda de Marília, que também trabalhou com Cristiano, cantou a música que ficou marcada nas homenagens feitas ao cantor logo depois da morte dele, em 2015.

Correio Braziliense