O Deputado estadual Kelps Lima declarou na noite desta quinta-feira, por meio de publicação em sua conta no Twitter, que uma testemunha detalhou o superfaturamento na compra dos respiradores feita pelo Consórcio Nordeste.O caso aconteceu na CPI da Covid, na tarde desta quinta e segundo o deputado, o custo da compra dos respiradores teria sido de 15 mil reais, enquanto a venda final, chegou a 152 mil por unidade.

O Consórcio Nordeste arrecadou quase 50 milhões do Estados, e pagou tudo antecipado a Hempcare, que compraria os respiradores apenas por 24 milhões a BioGeoEnergy, pago também antecipadamente, que por sua vez gastaria somente 5 milhões para produzir.

Ao final da transição, não havia aparelhos entregues e ficou a lacuna de 48 milhões de reais, diz Kelps.

OUÇA:

Por Túlio Lemos