Após câmeras de segurança flagrarem um agente administrativo da Polícia Federal agredindo um adolescente de 13 anos, o servidor perdeu seu cargo comissionado.

Lotado em Natal, o agente foi cedido ao Distrito Federal e ocupava cargo no Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). A exoneração consta no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (7).

O Ministério não informou se a exoneração ocorreu devido à repercussão do caso. No final de setembro, o servidor golpeou o rosto de um adolescente com um chinelo em condomínio de Brasília.

De acordo com informações de sua família, o menino estava brincando com seus amigos em uma festa no local. Durante o evento, uma das crianças escondeu o chinelo da filha do autor da agressão. Em certo momento, o agente foi em direção ao grupo e percebeu a sandália perto da vítima. Foi aí que as câmeras de segurança flagraram o homem golpeando o menino no rosto com o chinelo.

A investigação sobre a ocorrência já foi concluída, sendo encaminhada para o Juizado Especial Criminal bem como para o Juizado de Violência Familiar Contra a Mulher, onde o agente deverá responder por lesão corporal leve, injúria, ameaça, assim como crimes contra a honra e liberdade pessoal.

Fonte: Tribuna do Norte

Foto: Reprodução