Vigilantes que trabalham em postos do Idema, como o Cajueiro de Pirangi e o Parque das Dunas, estão ameaçando paralisar as atividades por causa do atraso no pagamento dos salários. Os trabalhadores são funcionários da DMB Segurança, empresa contratada pelo Idema para prestar serviços de vigilância.

Na última segunda-feira (20), vigilantes do Cajueiro cruzaram os braços e fizeram um protesto em frente à sede do Idema, no bairro do Tirol, em Natal. De acordo com o Sindsegur, sindicato da categoria, até agora a DMB não pagou os salários de agosto. Eles cobram do Idema uma solução para o impasse.

“O nosso sindicato está cobrando do gestor as providências necessárias para que os direitos da categoria sejam cumpridos. É necessário denunciar esta política perversa das empresas e dos órgãos contratantes, que sacrifica a categoria com a privação dos salários”, enfatiza o sindicato em nota.

O Sindsegur destaca que, enquanto a empresa não regularizar os salários dos funcionários, novos protestos serão realizados. “A batalha contra o atraso dos salários tem sido intensa. Enquanto a empresa não quitar seus débitos com os trabalhadores, o nosso sindicato vai continuar mobilizado e realizará novas paralisações e atos públicos para fazer valer os direitos dos vigilantes”, complementa.

O que diz o Idema

Ao PORTAL DA 98 FM, o Idema reconheceu que está em débito com a empresa, mas ressaltou que as faturas foram pagas porque a empresa não apresentou a documentação necessária para receber os recursos.

A instituição disse que a política do Governo do Estado é só fazer o repasse quando a empresa comprova que prestou o serviço e que pagou os funcionários (salários e vale-alimentação) e os respectivos direitos trabalhistas (como recolhimento de FGTS). Além disso, a empresa precisa apresentar certidões negativas de pagamento de impostos.

Fonte: Portal 98 FM