O presidente Jair Bolsonaro rebateu a declaração do ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia de que o chefe do Executivo seria gay, mas “não consegue assumir”. “Maia me acusou de gay? Lógico, Maia falando e um jegue relinchando é a mesma coisa pra mim”, falou Bolsonaro.Segundo o presidente, Maia “foi trabalhar com o [João] Doria e começou a se interessar pela pauta LGBTQI”. “Ele quer agradar seu patrão. O gordinho quer agradar o patrãozinho dele”, afirmou.

Bolsonaro ainda ironizou, dizendo que esse foi o único defeito que Rodrigo Maia encontrou nele. “Não tem nenhum problema em ser gay”, disse.

PS: Eu acho que Rodrigo Maia é GAY. Eu acho.