Em entrevista para o ‘Jornal 96’ desta segunda-feira (13), o deputado Kelps Lima, presidente da CPI da Covid do Rio Grande do Norte, afirmou que conseguiu intimar para prestar depoimento a empresária que fez delação premiada sobre uma possível corrupção na compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste.De acordo com o parlamentar, essa nova convocação pode fazer com que o depoimento de Carlos Gabas, ex-secretário executivo do Consórcio, seja adiado – está marcado para seis de outubro. “Se ela repetir o que disse na delação, vamos ter elementos públicos para fazer uma oitiva dele muito melhor”, afirmou.

Apesar de ser um processo sigiloso, já foi divulgado na imprensa que uma empresa de Cristiana Prestes Taddeo teria embolsado R$ 48 milhões ao vender 300 respiradores destinados a nove Estados nordestinos. A quantia foi paga antecipadamente pelo consórcio e até hoje a mercadoria não foi entregue. O Rio Grande do Norte teve um prejuízo de R$ 5 milhões.

Grande Ponto