Foto: Fellipe Sampaio / STF

O ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal, foi eleito nesta quarta-feira 4 para a vaga de ministro-substituto no Tribunal Superior Eleitoral, após a aposentadoria de Marco Aurélio Mello, em julho. O ‘novato’ do STF recebeu 9 votos em eleição interna.Houve ainda um equívoco durante a apuração dos votos impressos na eleição desta quarta. Após a contagem dos votos, o ministro Luís Roberto Barroso alertou o presidente do STF, Luiz Fux, que havia um voto a mais na contabilização. O erro, segundo Barroso, ocorreu na hora da impressão dos votos e, no computador, o resultado estava certo.

Os ministros votaram de forma eletrônica, por meio de um link, mas o resultado é impresso a repassado ao presidente da sessão.

Logo em seguida, Gilmar Mendes alfinetou: “ainda bem que [o erro] não foi votação eletrônica”. Finalizada a confusão, Lewandowski declarou: “é melhor recorrer às urnas eletrônicas, porque essas não falham”. A afirmação provocou o riso dos ministros presentes.

Carta Capital