A jornalista Renata Fernanda Paiva registrou ter sido agredida por seu ex-chefe na TV Câmara, em Natal (RN). Segundo ela, o caso teria ocorrido no último dia 19, quando ela precisou voltar ao trabalho anterior para buscar um material de pesquisa, e teria sido atacada pelo diretor da emissora, Francisco Rodrigues Neto. As informações são do jornal O Globo.Trabalhando em outro emprego, Renata foi até o local para retirar um material para um documentário quando o diretor da TV Câmara Natal a agarrou pelos dois braços e a forçou a se retirar.

“Apenas fui pedir um material meu que está dentro da TV [Câmara~]. Eu fiquei muito mal, ainda estou muito mal emocionalmente, porque essas coisas não são só físicas, elas causam dano psicológico muito grande. Eu me consultei com uma médica que prescreveu uns remédios para eu poder me acalmar e dormir. Há sete dias que não consigo dormir”, diz a jornalista.

Com a agressão, o homem deixou seus dois braços cheios de hematomas. Ela conta que demorou a contar sua versão dos fatos porque sentiu medo de acabar demitida se o fizesse, uma vez que seu cargo é comissionado, e não tem estabilidade de um emprego público concursado.

“Fiquei com medo de sofrer represália, mas meu advogado me recomendou denunciar e divulgar. Tenho um laudo, fiz boletim de ocorrência e vou tomar todas as medidas judiciais cabíveis”, disse Renata.

Ainda de acordo com O Globo, uma nota assinada por “funcionários da TV Câmara Natal” foi divulgada em alguns blogs da região em defesa do diretor da emissora. Segundo o comunicado, a jornalista teria adotado uma “postura agressiva e invasiva” e que “precisou ser conduzida para fora do recinto pela Guarda Legislativa da Câmara”.

IstoÉ