Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A deputada federal cassada Flordelis dos Santos de Souza foi presa no início da noite desta sexta-feira. Ela teve a prisão preventiva decretada minutos antes pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói. A prisão foi decretada 48 horas após o mandato da pastora na Câmara dos Deputados ter sido cassado, após pedido do Ministério Público estadual e do advogado Angelo Máximo, que representa o pai de Anderson no proesso criminal.

Flordelis foi denunciada como mandante do assassinato em agosto do ano passado e não tinha sido presa porque como deputada federal tinha imunidade parlamentar, prevista na Constituição Federal. Com a cassação do mandato e sua publicação no Diário da Câmara dos Deputados, Flordelis deixou de contar com a proteção constitucional.




Nessa sexta-feira, o MP pediu a prisão de Flordelis, argumentando que a deputada cassada tinha tentado diversas vezes interferir nas investigações e no processo.

Em redes sociais, Flordelis divulgou um vídeo falando que estava indo presa, e pedindo orações. “Olá gente, chegou o dia que ninguém desejaria chegar. Estou indo presa por algo que eu não fiz, por algo que eu não pratiquei. Eu não sei para quê, mas estou indo com força e com a força de vocês. Orem por mim. Orem, orem. Uma corrente de oração na internet. Busquem a deus, está bom? Um beijo, amo vocês”.

O Globo