Foto: Kleber Teixeira

A ex-nora de uma idosa de 75 anos encontrada morta na última sexta-feira (2) com sinais de estrangulamento se apresentou à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e confessou o crime, segundo a Polícia Civil.A mulher foi à delegacia no domingo (4) e disse aos policiais que matou a idosa após ter sido agredida moral e fisicamente pela idosa.

Apesar de ter confessado o crime, ela foi liberada por não ter mais flagrante, nem mandado de prisão expedido pela Justiça.

Segundo a Polícia Civil, a investigação segue em sigilo.

O crime

Segundo a Polícia Civil, Ioneide Maiza da Silva foi achada sem vida na residência com um fio de carregador de celular em volta do pescoço e um saco plástico na cabeça.

O crime aconteceu na rua Artesão Dari Miranda, no bairro Nossa Senhora da Apresentação, entre as 8h30 e as 10h30. A polícia também encontrou um alicate que pode ter sido usado no assassinato.

Além disso, R$ 700 também foram roubados da casa junto com um cartão de benefícios da idosa.

Segundo a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o corpo da mulher foi encontrado pelo próprio filho assim que ele retornou para casa.

G1