Foto: Reprodução/TV Globo

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), chamou de “descompasso” os momentos de atrito que teve com seu companheiro de corte, Gilmar Mendes, ao longo dos últimos anos.Em entrevista ao programa ‘Conversa com Bial’, da TV Globo, Marco Aurélio disse que Gilmar “ultrapassou todos os limites” em relação às críticas ao seu desempenho como juiz, o que interferiu na relação fora da corte.

“Surgiu o descompasso porque eu penso que o ministro Gilmar ultrapassou todos os limites imagináveis na crítica ao meu desempenho, à minha vida de juiz. Não podia admitir a agressão sofrida e continuar convivendo simplesmente com ele”, disse.

Marco Aurélio lembrou que era amigo de Gilmar Mendes, sendo que eles lecionaram juntos em algumas instituições. Porém, a relação nos últimos anos se limitou ao trabalho na corte.

“Gerei essa cerimônia de não manter o diálogo, a não ser julgando no caso concreto. Busquei preservá-lo e a mim próprio”, explicou.

Marco Aurélio tem aposentadoria marcada para o dia 12 de julho, depois de 31 anos de atuação no STF. Seu substituto ainda não foi anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

UOL