A crise já atingiu um patamar de 62% na demissão dos trabalhadores do setor de turismo. Famosa por seu eventos, a cidade – que é ponto referência no RN – amarga um crise sem precedentes.


Por causa da Pandemia a demissão de trabalhadores 62% que atuavam em estabelecimentos turísticos de São Miguel do Gostoso (RN) alcança esse percentual. Quem diz é é Fábio Pereira que preside a Associação de Empreendedores de São Miguel do Gostoso (RN) e Região:A crise já atingiu um patamar de 62% na demissão dos trabalhadores do setor de turismo. Famosa por seu eventos, a cidade e ponto referência no RN amarga um crise sem precedentes

“Mesmo com um 2020 difícil, tivemos um ensaio de recuperação entre outubro e janeiro, só que durou pouco e tivemos um novo abalo a partir de fevereiro último, esse mais duro, se prolongando até agora. Mesmo com os mais recentes decretos estaduais não recomendando o fechamento de pousadas e restaurantes, de nada adiantou visto que continuamos obrigados a fechar às 20h e sem poder vender bebidas alcoólicas. O resultado foi esse alto percentual de demissões, além de uma queda no faturamento do comércio local chegando na casa dos 50%”, diz Fábio.

São Miguel do Gostoso (RN) possui hoje 78 restaurantes e 131 pousadas, segundo ele.
RP