No dia 12/05, tivemos a ocupação de todos os leitos COVID no regulaRN, no Hospital Regional Hélio Morais Marinho, de Apodi. Desde então tivemos mais de 6 pacientes de Apodi com indicações de internação e esperando vaga de leito no regulaRN. Hoje (13), contamos com dois centros COVID, que têm como propostas o atendimento, estabilização, quando necessário, e referência para os leitos COVID habilitados, onde a internação mandamos para o Hospital Regional.

Diante da grave crise sanitária vivenciada por todos os entes da nossa federação, o Munícipio pediu autorização a direção do Hospital Regional Hélio Morais Marinho, para usar as clínicas cirúrgicas como leitos de retaguarda COVID, para os apodienses, até surgir vaga na central de regulação de leitos COVID do Estado.

Dessa forma, iremos levar o acolhimento do COMAD para uma UBS, para avaliação, classificação, assistência e encaminhamento para a nossa referência em obstetrícia, se necessário. Concomitantemente, as cesáreas também estarão suspensas temporariamente por um curto espaço de tempo. A sugestão foi suspender pelos próximos 15 dias, retornando no mês de junho as cesáreas e os serviços na sede do Hospital, como acordado no TAC entre os entes envolvidos.

O Munícipio se responsabilizará pela força de trabalho, com os profissionais de saúde e todos os insumos e medicamentos utilizados nos leitos de retaguarda, usando apenas a estrutura física do Hospital.

Acreditamos que todos irão compreender a decisão da equipe Técnica da Secretaria Municipal de Saúde, nesse momento crítico que estamos vivenciando. Foi uma alternativa pra darmos um suporte para os pacientes COVID de Apodi, sem nos ausentarmos do compromisso com as nossas gestantes, puérperas e seus recém-nascidos.