Apesar da “pancadaria”, Bolsonaro não corre o risco de Impeachment enquanto for o único político aclamado quando sai às ruas.Para se transformar em “CPI do fim do mundo”, a comissão do Senado terá combinar com as ruas. Sem povo na rua não haverá impeachment.

Analistas políticos indicam que à oposição interessa deixar o presidente “sangrando” para inviabilizar sua reeleição na campanha de 2022.

Cláudio Humberto