O almoço realizado hoje na casa do ministro das Comunicações, Fábio Faria, e que teve a presença de Jair Bolsonaro e de boa parte dos seus ministros, serviu para alinhar o discurso do governo federal diante da CPI da Covid e de acusações de que o governo federal não tem trabalhado pela preservação do meio ambiente.
Além de Bolsonaro e Faria, participaram do encontro os ministros do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno; o da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas; o do Meio Ambiente, Ricardo Salles, entre outros. Também participaram do “costelão” o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o presidente do PP, o senador Ciro Nogueira (PI).

Depois do almoço, Faria divulgou nas redes sociais uma foto da reunião como se fosse um momento de apoio à permanência de Salles no governo. O Antagonista apurou que o almoço foi organizado de última hora por Faria e que durante a conversa os ministros trocaram impressões sobre a CPI da Covid. A conclusão do staff de Bolsonaro é as investigações têm caráter político, porém, na visão deles, com poucas chances de causar constrangimentos ao presidente.

Além disso, conforme pessoas presentes ao encontro, o almoço também serviu para melhorar a “afinidade” no primeiro escalão do governo bolsonaro.

O Antagonista