Em mais um comentário ácido em sua conta no Twitter, o deputado federal General Girão Monteiro (PSL-RN) fez uma espécie de comparação entre órgãos públicos do RN e SC, onde o Tribunal de Justiça catarinense decidiu pela abertura de processo de impeachment do governador Carlos Moisés (PSL-SC) pela compra de respiradores sem licitação.
“Se tivéssemos a Assembléia Legislativa e o Tribunal de Justiça de Santa Catarina, estaríamos livres da incompetência gestão do RN”, comentou Girão, ao fazer menção à compra de R$ 5 milhões em respiradores pela governadora Fátima Bezerra (PT), através do Consórcio NE. Até hoje, o RN não recebeu os equipamentos, tampouco recuperou a verba.

No caso da Justiça de SC, Moisés será afastado do cargo por até 120 dias a partir da próxima terça-feira (30). Enquanto ele não estiver no posto, o estado será comandado pela vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido).

O pedido de impeachment está relacionado à compra dos 200 respiradores por R$ 33 milhões com dispensa de licitação, feita no início da pandemia da Covid-19.

FM