Lamentavelmente noticiamos esse fato, obviamente já era de se esperar, pois o trecho da rodovia estadual 404 que foi outrora construída para dar acesso e facilitar a vida dos Portomanguenses e passantes, agora não passa de apenas areia, a fina camada de asfalto já não existe mais!
Construída em 2003, na gestão da governadora Wilma de Faria (já falecida), a RN404 teve importante missão de aproximar a facilitar o tráfego entre as cidades de Porto do Mangue à Areia Branca, por todo esse trecho, quase uma dezena de comunidades e populações pesqueiras residem, o asfalto trouxe a nós os olhares de aventureiros e viajantes (hoje não, mas), impulsionou a economia e a ainda simplória atividade turística.

A realidade 15 anos depois é a que essa imagem apresenta.

O avanço das dunas móveis da APA Dunas do Rosado, sob o trecho da RN404 tem causado transtornos, prejuízos, mortes, perdas, atrasos e acima de tudo o isolamento. De responsabilidade do Governo do Estado, temos a simples ação do ignorar e o fechar dos olhos por parte da governadora Fátima Bezerra (PT).

A pequena Prefeitura da cidade de Porto do Mangue faz o que dá pra fazer, sem 1 centavo do Governo Estadual, ações paliativas que já não são suficientes e nem eficientes, retirar a areia está sendo igual a enxugar gelo. O que nos resta agora é apelar, apelar para o Governo Federal, para a bancada federal do RN, para os prefeitos da região. Só com a união de todos os entes e agentes públicos encontraremos uma nova saída para os portomanguenses. (Pendenciasnews).