Imagem: reprodução

A movimentação de cargas também foi afetada pela pandemia em 2020 no Aeroporto Aluízio Alves. Os meses de março e abril foram os que apresentaram maior queda, especialmente a carga internacional (exportação), devido a suspensão dos voos internacionais com o fechamento de fronteiras para impedir a proliferação do vírus.
No segundo semestre de 2020, pode-se notar uma leve retomada, porém, o ano fechou com um movimento de cargas 51% menor que em 2019.

Os voos comerciais também fazem o transporte de cargas já que esta não é uma operação exclusiva de aviões cargueiros. Com o cancelamento dos voos da TAP para Lisboa, e da GOL para Buenos Aires, as exportações foram impactadas, segundo a Inframérica.

“Um dado positivo foi com relação as importações. Em 2020 o movimento cresceu 1%. É um crescimento tímido, mas é o resultado de muito trabalho em atrair novas oportunidades de negócio para o aeroporto”, comunicou a empresa. Matéria completa na Tribuna do Norte.