Antes de receber a vacina, a primeira providência sugerida pelo enfermeiro é se certificar de que o líquido seja aspirado na seringa no momento da injeção. “O profissional deve permitir que a pessoa veja o líquido que ele está aspirando e que esse medicamento está preenchendo a seringa na quantidade adequada.
Outro cuidado importante é, após a aplicação do imunizante, conferir se a seringa está, de fato, vazia. “Apesar de serem casos isolados e por razões que não conseguimos saber, o Cofen tem recomendado que os profissionais de enfermagem se certifiquem que a pessoa tenha certeza de que recebeu a dose que deveria.

É possível, ainda, fotografar ou filmar a vacinação, desde que a imagem do profissional de saúde que está aplicando o imunizante seja preservada.