A decisão do Governo do Estado orientando não permitir a realização de festas de Natal e Réveillon no Rio Grande do Norte, além de orientar a proibição e shows com a cobrança ou não de ingressos em todo território estadual, repercutiu muito mal nas Redes Sociais. Produtores de eventos e a sociedade em geral já criticam o ato e comparam com as campanhas eleitorais, onde os políticos não seguiram nenhum protocolo recomendado pela OMS nem evitaram aglomerações.

RP