A morte da estudante de medicina veterinária Maria Eduarda Catão, princesa do Jaguariúna Rodeo Festival em 2019, provocou comoção em redes sociais, principalmente dos 17,6 mil seguidores do perfil dela em rede social. Uma das homenagens feitas para a jovem de 21 anos foi da organização do evento, que publicou um post para destacar “brilho”, “encanto” e que ela faz parte da história da festa. Além disso, uma das irmãs também escreveu um texto para agradecer apoio.Uma prima da vítima contou ao G1 que a vítima morreu segunda-feira, após complicações provocadas por uma doença autoimune que atingiu inicialmente o fígado e, posteriormente, outros órgãos. Ela relatou que a família está abalada e, por isso, preferiu não ser identificada e mencionar detalhes.

“Está tudo muito recente”, falou ao ressaltar o momento de recolhimento dos parentes.

G1 Campinas