A pesquisa realizada pelo DATAPODER também perguntou o que os entrevistados acham do trabalho de Bolsonaro como presidente: ótimo, bom, regular, ruim ou péssimo. A avaliação positiva do desempenho pessoal de Bolsonaro teve variação positiva dentro da margem de erro. Há duas semanas, era de 30%. Passou para 32%.

A atuação do chefe do Executivo é rejeitada por 41%. Há 15 dias, o grupo totalizava 43%. Há 45 dias, esse grupo abrigava 48% dos entrevistados. Os dados mostram que há trajetória de queda no indicador.

A proporção dos que consideram o desempenho do presidente regular foi de 23% para 25%.

O levantamento indica que os que mais avaliam bem o trabalho de Bolsonaro são:

    • homens (39%);
    • moradores da região Centro-Oeste (36%);
    • os que possuem ensino médio (35%);
    • desempregados e sem renda fixa (34%).

Os que mais avaliam negativamente são:

    • mulheres (48%);
    • nordestinos (48%);
    • pessoas com ensino superior (53%);
    • os que recebem mais de 10 salários mínimos (63%).

A pesquisa foi realizada pelo PoderDatadivisão de estudos estatísticos do Poder360. Os dados foram coletados de 3 a 5 de agosto, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 512 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Antes, a divisão de pesquisas do jornal digital chamava-se DataPoder360. Agora, o nome mudou para PoderData. A mudança faz parte do novo conceito da identidade visual do Poder360.