Foto: Polícia Federal

O juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Federal Cível de São Paulo, jogou dois celulares no vaso sanitário enquanto a Polícia Federal conduzia buscas em sua residência na Operação Westminster, que mira organização criminosa que cobrava propinas sobre precatórios milionários. A tentativa de destruição dos equipamentos foi presenciada por agentes da PF que estavam no local e embasou pedido para manter o magistrado preso.

Leia a matéria completa AQUI, no site Justiça Potiguar.