Foto: Divulgação Polícia Civil

Um homem foi preso em flagrante por policiais da 106ª DP (Itaipava) acusado de causar um incêndio, ainda não controlado, que já destruiu 10 mil metros quadrados de área florestal em Araras, Petrópolis, na Região Serrana. De acordo com o delegado titular da unidade, João Valentim, o preso é suspeito de atear fogo no próprio carro para ficar com o dinheiro do seguro.Na segunda-feira, ele foi à delegacia para registrar o roubo de seu veículo e, segundo o delegado, apresentou uma versão que gerou desconfiança. Ao investigar o caso, os investigadores foram informados de que o incêndio de grandes proporções na mata teve como causa um veículo incendiado. O detido havia ateado fogo no carro na Estrada Almirante Paulo Meira, Vale das Videiras, após comprar um galão com combustível em um posto no município de Três Rios. Imagens das câmeras de segurança mostram o suspeito no local.

A investigação apontou que o suspeito tinha como objetivo receber o valor do seguro do veículo com um sinistro, que na verdade não ocorreu, e foi o autor do de um dano ambiental de grandes proporções. Segundo a Polícia Civil, trata-se do maior incêndio registrado em Petrópolis no ano de 2020, atestado por laudo pericial.

O preso foi autuado por tentativa de estelionato e por delito de incêndio e encaminhado para a audiência de custódia.

O Globo