O presidente do Partido da Causa Operária (PCO), Rui Costa Pimenta, concedeu uma entrevista ao jornalista Leonardo Attuch, editor da TV 247, na sexta-feira (5), em que abordou diversos temas da atualidade política brasileira. O líder partidário destacou que tentar derrotar o ex-presidente Jair Bolsonaro pela via judicial é um erro político grave e que pode estimular o autoritarismo judicial no país.

Pimenta destacou que a eventual prisão política de Bolsonaro seria “política”. Segundo ele, se Bolsonaro for proibido de disputar eleições, isso pode radicalizar o clima político no Brasil. Para o presidente do PCO, o ideal seria derrotar o Bolsonaro na política, com uma luta política séria. Ele afirmou que a terceira via quer tirar o Bolsonaro para assumir a direção da direita, o que não é o caminho correto.


Crítica ao PL 2630 – Pimenta afirmou que o problema central é combater politicamente o bolsonarismo, ressaltando que Bolsonaro é execrável, mas persegui-lo juridicamente não será positivo. Para ele, o objetivo do PL 2630 é transferir o poder da comunicação das redes sociais para a mídia tradicional. Ele destacou que antes, a Rede Globo podia mentir sozinha, mas hoje, a palavra foi democratizada. “Quem defende o PL 2630, não percebe o estrago que a Rede Globo faz”, diz ele. Ele ainda destacou que Aécio Neves e o ex-presidente FHC são piores do que Bolsonaro. O presidente do PCO destacou que a verdade se impõe em muitas situações porque ela corresponde à realidade.

Créditos: Brasil 247.