09/05/2023 13h55

Reprodução


O chefe da Assessoria Especial de Enfrentamento à Desinformação do TSE, Eduardo de Oliveira Tagliaferro, foi exonerado nesta terça (9) após ter sido preso em flagrante, em São Paulo, por violência doméstica. Tagliaferro foi escolhido pelo ministro Alexandre de Moraes para comandar a assessoria. Ele foi nomeado para o cargo em agosto do ano passado.A exoneração foi confirmada pela corte, em nota divulgada nesta manhã.

“O Tribunal Superior Eleitoral exonerou na manhã desta terça-feira, 9 de maio, Eduardo Tagliaferro devido sua prisão em flagrante por violência doméstica e aguardará a rigorosa apuração dos fatos”, diz o comunicado.

Segundo a Polícia Civil de São Paulo, Tagliaferro foi preso na noite de ontem. A corporação também informou que ele chegou em casa alterado e ameaçou a mulher. Em seguida, houve uma briga e Tagliaferro disparou um tiro. A arma usada por Tagliaferro foi apreendida. O caso foi registrado como violência doméstica, disparo de arma de fogo e ameaça.

BG