Foto: Reprodução/Interpol

A lista de procurados da Interpol, organização policial internacional, contém atualmente 98 brasileiros e o homicídio é o crime mais praticado pelos foragidos no exterior, seguido por tráfico de drogas, roubo e estupro.Do total de foragidos, 89,7% são homens, com idades entre 22 e 75 anos. O restante dos procurados, do sexo feminino, contam com idades entre 26 e 73 anos. O nome do empresário Thiago Brennand, de 43 anos, foi tirado recentemente da chamada lista vermelha da Interpol, após ele ser preso, no última dia 17, nos Emirados Árabes Unidos, onde estava foragido há sete meses. A chegada de Brennand ao Brasil estava prevista para às 16h30 deste sábado (29/4), no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.
Ele é alvo de cinco mandados de prisão relacionados a crimes como cárcere privado, tortura, ameaça, corrupção de menores e estupro.

Crimes e regiões


O crime mais atribuído a brasileiros procurados pela polícia internacional é o homicídio, com 27 ocorrências. Eles são seguidos pelo tráfico de drogas (11), roubo (10) e estupro (6).

O estado com o maior número de procurados pela Interpol é o Rio Grande do Sul, com 15 criminosos, seguido por Minas Gerais e Goiás, empatados com 7, Paraná e São Paulo, ambos com 6, e Mato Grosso do Sul, com 4.

Dos 98 pedidos de prisão em aberto contra foragidos no exterior, 58 foram feitos pela Justiça brasileira. Mas há também mandados expedidos pelos judiciários do Paraguai, Uruguai, Argentina, Estados Unidos e até do Japão.

O mais velho


O brasileiro mais velho procurado pela Interpol, por homicídio e porte ilegal de arma, é Cirilo Barros Ferreira, de 75 anos, único foragido oriundo da Bahia.

Ele foi condenado a 22 anos de prisão, em regime fechado, pelo assassinato do empresário Francisco Mesquita, o “Chico da Meta”, em 2011, na cidade de Boa Vista, capital de Roraima.

Cirilo está foragido desde 4 de abril de 2012, quando fugiu da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, a maior de Roraima. Ele pagou R$ 8 mil ao policial militar Nilsomar Ferreira de Sousa, que o ajudou na empreitada. Mesmo com sua ausência, Cirilo foi julgado à revelia, em agosto de 2012, quando foi sentenciado.

O PM que o ajudou também foi condenado por corrupção passiva, em outubro de 2015, conforme registrado pelo judiciário roraimense.

Ao idoso também são atribuídas as mortes do ex-vereador Evandro Francisco Pereira Nascimento e dos dois filhos dele, de 16 e 21 anos, em dezembro de 2009. Os jovens teriam brigado com o namorado da mãe, sobrinho de Cirilo.

Procurados e procuradas

Três brasileiros são procurados pela Justiça dos Estados Unidos, todos por crimes sexuais.

Da esquerda para a direita: Walter Mangual Roberts, de 74 anos, Fernando Cordeiro, 42, e Sebastião Caixeta de Castro, 67, todos procurados pelos EUA por crimes sexuais – Foto: reprodução

São eles: Sebastião Caixeta de Castro, de 67 anos, foragido por invasão de residência, assalto e estupro; Walter Mangual Roberts, 74, procurado por abuso sexual infantil e roubo; e Fernando Cordeiro, 42, também por violência sexual contra criança.

Entre as mulheres destacam-se Gilcilene Carlos Rodrigues, de 48 anos, que está na lista vermelha da Interpol procurada por homicídio qualificado; Silvana Seidler, 56, por homicídio e ocultação de cadáver; e Silvanir Brito da Silva, 44, por tráfico internacional de pessoas.

Metrópoles