A deputada Adriana Ventura (Novo-SP) apresentou, nesta quarta (22), uma emenda à medida provisória do programa Mais Médicos (1165/2023), relançado nesta semana e que permite a contratação de profissionais estrangeiros para suprir vagas remanescentes de brasileiros.A emenda estabelece que as bolsas do programa sejam pagas diretamente aos médicos participantes, sem intermediários ou organismos internacionais. “Não podemos ser coniventes com apropriação indevida de pagamentos. Muito menos ver nosso dinheiro bancando ditaduras como Cuba, como aconteceu no passado”, disse a deputada.

A parlamentar diz que o pagamento diretamente aos participantes elimina “custos transacionais e/ou de intermediação” além de “assegurar que o recurso da bolsa vá diretamente para o médico”.

A proposta resgata a operação usada na primeira versão do programa, em 2013, de que os 11 mil médicos cubanos tinham 75% dos salários direcionados à ditadura comandada à época por Raúl Castro.

Gazeta do Povo