Foto: Ng Han Guan

No segundo dia de exercícios militares em resposta à visita da presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, a Taiwan, a China invadiu o espaço aéreo da ilha nesta sexta-feira (5), afirmou Taipei. Segundo o Ministério da Defesa de Taiwan, cerca de 68 aeronaves de guerra e navios chineses cruzaram dezenas de vezes o Estreito de Taiwan, que delimita a fronteira entre a ilha e a China.“Vários grupos de aeronaves e navios de combate realizaram exercícios ao redor do Estreito de Taiwan e cruzaram a linha média do estreito”, afirmou o Ministério da Defesa de Taiwan. “Este exercício militar chinês, seja pelo lançamento de mísseis balísticos ou cruzando a linha média do estreito, é um ato altamente provocativo”, acrescentou. A linha média é uma coordenada não oficial, mas de aceitação geral, entre as costas da China continental e as de Taiwan.

Na sexta-feira, a China anunciou a primeira medida de retaliação contra os Estados Unidos. Pequim disse ter cortado o diálogo de militares de alto nível com Washington, além das conversas climáticas e diálogos sobre repatriação de imigrantes ilegais chineses que chegam a território norte-americano.

G1