Foto: PF

A Polícia Federal apreendeu mais de R$ 1 milhão em dinheiro vivo na casa de um dos alvos da investigação que mira supostas fraudes em contratos da empreiteira Construservice com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), estatal comandada pelo Centrão.O material foi localizado em um imóvel em São Luís durante operação realizada hoje. O alvo do mandado de busca e apreensão é uma pessoa suspeita de ser laranja do grupo empresarial e vinculada a uma empresa de fachada, que disputava licitações apenas para dar um aspecto de legalidade nos processos.

Nas buscas, também foram apreendidos itens como relógios de luxo e bolsas. O principal alvo da operação é o empresário Eduardo José Barros Costa, conhecido como “Imperador”, que foi alvo de prisão temporária.

O Antagonista