Foto: Jeff Chiu/AP Photo

Pela primeira vez, um galão de gasolina comum agora custa US$ 5 em média nos Estados Unidos, de acordo com dados da Associação Automobilística Americana (AAA) no sábado (11). Cada galão comporta 3,8 litros de combustível.

O registro não é uma surpresa. Os preços do combustível vêm subindo de forma constante nas últimas oito semanas, e este último valor marca o 15º dia consecutivo em que os dados da AAA atingiram um preço recorde e a 32ª vez nos últimos 33 dias.

A média nacional ficou em US$ 4,07 quando a atual corrida de aumentos de preços começou em 15 de abril. A leitura atual de preços do OPIS representa um aumento de 23% em menos de dois meses.

E o aumento dos preços da gasolina está fazendo mais do que apenas causar dor para os motoristas na bomba. Eles são um fator importante no ritmo dos preços pagos pelos consumidores por uma gama completa de bens e serviços, subindo no ritmo mais rápido em 40 anos, de acordo com o relatório de inflação do governo na sexta-feira.

A inflação fez com que a confiança do consumidor atingisse uma baixa recorde na sexta-feira, de acordo com uma pesquisa da Universidade de Michigan. A preocupação com o que o Federal Reserve fará para combater a inflação fez com que as ações dos EUA despencassem nos últimos meses, eliminando bilhões em riqueza das famílias.

Embora uma média nacional de US$ 5 seja nova, a gasolina de US$ 5 tornou-se desagradavelmente comum em grande parte do país.

Dados do OPIS, que coleta as leituras de 130.000 postos de gasolina dos EUA usados ​​para compilar as médias da AAA, mostraram que 32% dos postos em todo o país, quase um em cada três, já estavam cobrando mais de US$ 5 por galão em leituras na sexta-feira. E cerca de 10% das estações em todo o país estão cobrando mais de US$ 5,75 por galão. A média estadual foi de US$ 5 por galão ou mais em 21 estados e Washington DC na leitura de sábado.

CNN Brasil