Imagem: reprodução/YouTube

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta sexta-feira (10/6) que vai analisar o ofício enviado pelo Ministério da Defesa ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as respostas técnicas apresentadas pela Corte às Forças Armadas sobre as eleições deste ano.Em conversa com a imprensa, em Los Angeles, nos Estados Unidos, o chefe do Executivo federal disse que pretende se reunir com o ministro da pasta, Paulo Sérgio Nogueira, quando retornar ao Brasil, na próxima semana. Ele ainda voltou a defender uma “apuração simultânea” no pleito de outubro.

VEJA MAIS: Defesa diz ao TSE não se sentir prestigiada em discussões sobre urnas e que ainda não foi possível concretizar debate das sugestões à Corte

“Chegando no Brasil, eu vou conversar com o ministro da Defesa, para que ele me explique também o que aconteceu, com o seu corpo técnico”, declarou.

“Não podemos ter eleições, como está lá no ofício, no final, que eu li, sob o manto da desconfiança. E dá tempo. Não se fala no ofício em voto impresso, pelo o que eu vi, questões técnicas apenas. Uma muito importante que foi da sugestão de uma apuração simultânea. Não sei porque não aceitam isso”, acrescentou.

Metrópoles