Foto: Reprodução

O secretário adjunto de transportes da cidade de Guamaré, Severino Inácio de Souza, se apresentou à Delegada Especializada de Acidentes Veiculares (Deav) em Natal, nesta terça-feira (19) e disse que dirigia o carro que atropelou e matou três ciclistas na BR-406 em Guamaré, no último domingo (18). Após prestar declarações, ele foi liberado.

O carro que era dirigido pelo secretário fazia parte da frota do município, segundo confirmou a própria prefeitura.

O caso foi confirmado pela delegada Alzira Veiga, titular DEAV. De acordo com ela, o servidor estava acompanhado de um advogado e se apresentou espontaneamente.

“O inquérito corre por Macau e enviamos para lá a apresentação espontânea dele, com o termo de declaração. Como não tinha mandado de prisão, ele foi liberado”, afirmou.

A delegada, no entanto, não detalhou as declarações do secretário.

Foto: Reprodução

Em nota, a Prefeitura de Guamaré afirmou que foi “surpreendida”, na noite de segunda-feira (18), com a informação de que o veículo que atropelou e matou os 3 ciclistas integra a frota terceirizada do município, vinculado à Secretaria Municipal de Transportes.

Ainda de acordo com o município, o servidor envolvido foi exonerado do cargo. O g1 procura o secretário adjunto e solicitou contato dele à prefeitura, mas não recebeu retorno até a última atualização desta matéria.

“Visando apurar as circunstâncias em que o veículo trafegava e contribuir com as investigações, a Prefeitura já instaurou uma sindicância administrativa, além de ter exonerado o servidor envolvido no caso, mesmo assim segue aguardando as informações oficiais das autoridades policiais acerca do caso”, afirmou.

A prefeitura ainda prestou solidariedade às famílias e à população pela perda das vítimas.

As vítimas

O acidente aconteceu por volta das 18h, próximo à comunidade Baixa do Meio. Os ciclistas pedalavam às margens da BR-406 quando foram atingidos pelo carro desgovernado.

As três vítimas moravam na comunidade Baixa do Meio e foram identificadas como Odair José da Rocha, de 41 anos; Renato José Malaquias, de 37; e Carlos Eduardo dos Santos, de 63 anos.

Motorista fugiu

De acordo com a PM, um quarto ciclista que acompanhava o grupo, mas não foi atingido pelo veículo, confirmou que o motorista do carro fugiu sem prestar socorro.

g1