Os servidores do hospital Walfredo Gurgel e os acompanhantes de pacientes internados na unidade hospitalar estão há dois dias sem comida em decorrência da greve dos funcionários da JMT.De acordo com informações, a adesão hoje é de 50% ao movimento grevista. Como consequência, a ausência da maioria dos copeiros pode ocasionar atrasos na distribuição das refeições.

Apenas os acompanhantes da pediatria estão com refeição garantida. A ceia para funcionários será mantida dentro do possível. O refeitório permanecerá fechado. É aguardada uma posição da Secretaria Estadual de Saúde para negociar e definir o fim da greve.(JS)