Uma adolescente transexual, de 16 anos, foi encontrada morta na tarde desta terça-feira (19), em uma estrada vicinal, às margens da PB-272, na saída da cidade São José de Espinharas (RN), na Região de Patos (RN), no Sertão Paraibano. Conforme a Polícia Civil, o corpo foi localizado por volta das 14h.Renata Cavalcante, natural da cidade de Serra Negra do Norte (RN), estava desaparecida desde o último sábado (16) e a família registrou boletim de ocorrência na delegacia na segunda-feira (18). O corpo da vítima, encontrado próximo do estabelecimento conhecido como Bar do Papelão, no acesso a cidade de São José do Espinharas (PB), foi reconhecido pelo pai. Por conta do estado avançado de putrefação, o corpo da adolescente foi levado para o município de Cajazeiras, onde será feita uma perícia.

A mãe e a família de Renata Cavalcante, reside em Serra Negra (RN), mas, a jovem morava há alguns anos no Bairro Jardim Lacerda, em Patos (RN).

De acordo com o delegado Carlos Seabra, as motivações ainda não foram apuradas, mas possivelmente foi um crime. Ainda segundo o delegado, ainda não é possível afirmar se teria sido um crime homofóbico, pois ainda falta aguardar o laudo cadavérico para saber as causas da morte.

“Desde o momento em que houve a comunicação do fato, a Delegacia de Homicídios e Entorpecentes de Patos, está em diligências, apurando, escutando testemunhas e buscando outras provas para rapidamente conseguir elucidar o crime, os motivos, a autoria e as circunstâncias que ocorreram o crime”, disse o delegado da região, Carlos Seabra.

Em nota, a representante LGBTQIA+ de Patos, Sheyla Ferreira, lamentou a morte de Renata e disse que a classe merece respeito e merece viver.

Por Sidney Silva