Foto: Istockphoto

Benilton Brito Guimarães, juiz titular da 14ª Vara do Trabalho de Salvador, emitiu um despacho curioso nesta quinta-feira (3). Na ação trabalhista, ao determinar a retirada do processo de pauta em decorrência da oposição à audiência tele presencial por parte da reclamada, Guimarães disse que aproveitaria o horário para “atividades lúdicas”. “Manifesta – pela reclamada – a

Benilton Brito Guimarães, juiz titular da 14ª Vara do Trabalho de Salvador, emitiu um despacho curioso nesta quinta-feira (3). Na ação trabalhista, ao determinar a retirada do processo de pauta em decorrência da oposição à audiência tele presencial por parte da reclamada, Guimarães disse que aproveitaria o horário para “atividades lúdicas”.

“Manifesta – pela reclamada – a oposição à audiência tele presencial, retire-se o feito de pauta. Melhor para o juiz e para a secretária de audiência, que poderão aproveitar o horário para atividades lúdicas, como tomar duas ou três doses de whisky, não mais que isso. Aguarde-se o retorno das atividades presenciais”, escreveu.

O jeito curioso de emitir os despachos teria acontecido em pelo menos dois processos.

O BNews tentou contato com o juiz por meio de mensagem, mas não teve retorno até a publicação desta matéria.

Procurada, a Corregedoria do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região disse que “vai verificar a autenticidade do despacho e adotar as medidas que forem cabíveis”.

BNews