Foto: East2west News/Reprodução

Uma jovem de 21 anos morreu após ser estrangulada pelo próprio cabelo durante uma entrevista de emprego em Belarus antiga Bielorrússia, ex-república soviética. A assistente de loja, Umida Nazarova teve o couro cabeludo totalmente arrancado no bizarro acidente.

De acordo com a reportagem do “Daily Mail”,  a jovem  que estava grávida de quase dois meses, buscava um emprego na fábrica Svarmet, na cidade de Borisov, que produz fios de solda e eletrodos.

Funcionários mostravam a fábrica a Umida quando o cabelo da jovem, que estava solto, ficou preso em uma das máquinas, enrolado ao redor do pescoço. Ela foi puxada bruscamente para dentro do equipamento e ficou presa e coberta de sangue.

A mãe da jovem, Olga, contou que a garganta da vítima ficou gravemente ferida e que ela só não morreu na hora porque o couro cabeludo foi totalmente arrancado. Internada em estado grave, a bielorrussa morreu 20 dias depois.

“Eles tiraram duas vidas, ela estava grávida de sete semanas”, disse o pai, Dmitry, denunciando que regras de segurança na fábrica foram violadas. “Eles viram que ela tinha cabelo comprido, então por que não lhe deram algo para cobri-lo?”, acrescentou ele. O caso está sendo investigado pela polícia local.

Extra Online