Foto: Larissa Medeiros / Agência O Globo

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, comparou os jogos de futebol, que estão sendo realizados com regras sanitárias, ao carnaval na Sapucaí no ano que vem e afirmou que a festa pode ser realizada na Avenida. A declaração foi feita, nesta sexta-feira, durante um evento de inauguração da placa que faz homenagem ao mestre Monarco no Parque de Madureira, na Zona Norte do Rio. O local agora passa a ser chamado de Parque Madureira – Mestre Monarco.— Se Deus quiser, essa bateria (da Portela, que estava no evento) vai arrebentar na Avenida, no carnaval que vai ter com passaporte de vacina, teste, sei lá o que vai ter. Já que o Flamengo pode jogar no Maracanã, a Portela pode jogar na Marquês de Sapucaí — afirmou o prefeito.

No início desta semana, ele afirmou que a folia na Marquês de Sapucaí e festas privadas são mais fáceis de “ter controle”, do que os blocos de rua, e precisaria de uma avaliação maior sobre a festa pela cidade. Na última quarta- feira, o Comitê Científico de Enfrentamento à Covid-19 (CEEC), grupo de especialistas que orienta a prefeitura do Rio sobre a pandemia, recomendou que, nas condições atuais, a capital não deve estabelecer qualquer restrição ao carnaval do ano que vem.

O documento do comitê informa que “O CEEC, fundamentado no cenário epidemiológico favorável (números de casos e internados e percentual de positividade de testes) e com 80% de cobertura vacinal, na análise dos dados de todos os eventos com aglomeração no país e no Rio de Janeiro, e sustentado pelas evidências científicas disponíveis, recomenda à Secretaria municipal de Saúde que não estabeleça, nesse momento, qualquer restrição à realização do carnaval carioca”.

Caso os blocos de rua realmente saiam para o cortejo, valeriam hoje as regras sanitárias vigentes, ou seja, sem o uso de máscaras. No caso da Sapucaí, a apresentação do passaporte de vacinação seria obrigatório tanto para componentes das escolas quanto para o público da Marquês.

Apesar da folia nas ruas ainda não estar confirmada, segundo o prefeito, a lista de blocos autorizados pela prefeitura do Rio para desfilar em 2022 será divulgada na próxima segunda-feira pela Riotur, órgão que administra o carnaval na cidade. A permissão ainda precisará passar pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros.

O Globo