O Boletim do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) prevê que na última semana do ano (entre os dias 25 e 31 de dezembro), a Energia Natural Afluente seja de 272% do verificado nos últimos anos no Norte e de 119% no Nordeste. Isso quer dizer que o volume de chuvas conversível em energia deve superar a média histórica nas hidrelétricas do Norte e Nordeste.O subsistema Sudeste/Centro-Oeste representa cerca de 70% da capacidade de armazenamento hidrelétrico e tem previsão de 94% da média histórica da energia natural afluente. O subsistema Sul deve captar 21% do volume registrado nos últimos anos, fruto da continuidade da seca dos últimos dias na região.

O avanço, de acordo com dados do ONS, será em função da previsão de maior volume de chuvas sobre as bacias dos rios Madeira, Tocantins, São Francisco e Paranaíba. “Nos subsistemas Nordeste e Norte, cabe destacar a expectativa de ocorrência de precipitação mais intensa na Bahia (BA) e Fortaleza (CE), bem como previsão de pancadas de chuva em Manaus e Belém”, disse o operador.

Em relação a todo o mês de dezembro, a previsão é que só o subsistema Norte termine com chuvas nos reservatórios acima da média histórica que, no Sudeste/Centro-Oeste é de 83%; no Sul é de 30%; no Nordeste é de 93% e no Norte é de 185%.(RP)