Foto: Jefferson Rudy/Ag. Senado

O pagamento do Auxílio Brasil deve começar a ser feito no dia 17 de novembro para os beneficiários do Bolsa Família. A princípio, o valor médio do novo benefício será a correção de cerca de 20% do que já é pago para 14,6 milhões de famílias do Bolsa Família. A intenção do governo é repor parte da inflação acumulada, desde 2018. O percentual exato ainda não foi definido e até a semana passada era de 17,8% – o que elevaria o valor médio do benefício, de R$ 189 para R$ 222, segundo o Ministério da Cidadania.

Com a nova sinalização, o benefício na transição pode chegar a R$ 226,80. Caso o Congresso aprove a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos precatórios, decisões finais da Justiça contra a União, todas as famílias receberão benefício mínimo de R$ 400, a partir de dezembro. A medida permitirá também elevar o número de famílias beneficiadas para 17 milhões.

A ideia do Ministério é pagar um valor complementar para quem não recebeu esse piso, retroativo a novembro. Mas também está prevista uma ajuda de custo, entre R$ 50 e R$ 60, para famílias que tenham recebido valores superiores a R$ 400.

O Globo